APLB Juazeiro - PREVENÇÃO DO SUICÍDIO: Acesse Manual para Professores e Educadores criado pela OMS

PREVENÇÃO DO SUICÍDIO: Acesse Manual para Professores e Educadores criado pela OMS

publicado em 10/09/2018

PREVENÇÃO DO SUICÍDIO: Acesse Manual para Professores e Educadores criado pela OMS

4 DE SETEMBRO DE 2018

 

 

Os números são estarrecedores. A cada 45 minutos um brasileiro morre vítima do suicídio. Em todo o mundo, ele mata mais que as guerras. Para reverter este quadro, foi criado o movimento mundial Setembro Amarelo, que é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio.
 
Iniciado no Brasil pelo CVV-Centro de Valorização da Vida, Conselho Federal de Medicina – CFM e Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, o Setembro Amarelo realizou as primeiras atividades em 2015. Mundialmente, a Associação Internacional para Prevenção do Suicídio estimula a divulgação da causa, sendo 10 de setembro o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.
 
O assunto ainda é tabu, mas o problema grita por atenção: conforme pesquisa da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais, com base em dados do Ministério da Saúde, entre os anos de 2000 e 2015 os índices aumentaram consideravelmente na faixa etária de 10 a 19 anos. Entre meninos e meninas de 10 a 14, o aumento de suicídios no período foi de 65% e de 45% na faixa etária dos 15 aos 19 anos.

Veja mitos comuns sobre o suicídio

  • ‘Quem fala, não faz’ – Não é verdade. Muitas vezes, a pessoa que diz que vai se matar não quer “chamar a atenção”, mas apenas dar um último sinal para pedir ajuda. Por isso, os especialistas pedem que um aviso de suicídio seja levado a sério.
  • ‘Não se deve perguntar se a pessoa vai se matar’ – É importante, caso a pessoa esteja com sintomas da depressão, ter uma conversa para entender o que se passa e ajudar. Não tocar no assunto só piora a situação.
  • ‘Só os depressivos clássicos se matam’ – Não. Existe o depressivo mais conhecido, aquele que fica deitado na cama e não consegue levantar. Mas outras reações podem ser previsões de um comportamento suicida, como alta agressividade e nível extremo de impulsividade. Os médicos, inclusive, pedem para a família ficar atenta ao momento em que um depressivo sem tratamento diz estar bem: muitas vezes ele pode já ter decidido se matar e tem o assunto como resolvido.
  • ‘Quando a pessoa tenta uma vez, tenta sempre’ – A maior parte dos pacientes que levam a sério o tratamento com medicamentos e terapia não chegam a tentar se matar uma segunda vez. O importante é buscar a ajuda.

 

PREVENÇÃO DO SUICÍDIO:

Acesse abaixo um Manual para Professores e Educadores, um documento que pertence a uma série de manuais destinados a grupos sociais e profissionais específicos, especialmente relevantes para a prevenção do suicídio. Ele foi preparado como parte do SUPRE (Suicide Prevention Program), a iniciativa mundial da organização Mundial de Saúde – OMS para a prevenção do suicídio.

 
Secom APLB estadual
TAGS:
PREVENÇÃO DO SUICÍDIO: Acesse Manual para Professores e Educadores criado pela OMS
© Copyright 2018, APLB Juazeiro. Todos os direitos reservados.
Rua Cícero Feitosa, 166 - Alagadiço, Juazeiro - BA, 48904-350
Fone: (74) 3611-0303